segunda-feira, 14 de agosto de 2017

um novo amoe que também dói. pq se não doer, não foi amor


Nao tem um dia que eu não tente imaginar nós dois sem esse mês turbulento que passamos.
Todo santo dia imagino nós dois juntos. De mãos dadas, andando onde quer q for (pq com vc nao importa o lugar). Imagino vc na minha rotina, eu na sua. Imagino os beijos de bom dia. Imagino a incansável cena de vc dirigindo com a mão na minha perna e eu acariciando seu pescoço.
Todo santo dia penso no quanto eu poderia estar fazendo vc feliz, o quanto podia estar ai do seu lado te dando força.
Ficar aqui de longe, na torcida, nao tem o mesmo sentido.
Cada momento nosso as vezes le vem a mente como uma pontada. Chega a doer. Porque, meu Santo Deus, como eu queria ter você agora. Como eu queria que não fosse mais uma triste história de amor. Como eu queria, no meio dessa confusão toda, nao ter me apaixonado por você.

quarta-feira, 15 de março de 2017

só queria te lembrar que foi amor.


As vezes saímos do trilho sem planejar. Num passe de magica  tudo pode dar errado. Não tem como prever.
Há 365 dias estava começando a olhar pra frente de novo, depois de uma trégua que nao resolveu muita coisa. Quando olhei pra frente me vi perdida. Sabia que tudo estava em seu devido lugar, mas sabia que tinha algo desencaixando.
Essa algo era meu coraçao. Aquele que foi estraçalhado.
Lembro de tentar entender o que estava acontecendo, lembro do medo. Eu nao sabia onde ele iria chegar, nao sabia se me queria feliz mesmo e se me daria paz.
Mais tarde chorei como quando era criança e caia rasgando o joelho.
Chorei porque não parecia que era amor naquele momento.
Chorei porque pra mim foi amor o tempo todo.
Mas que amor é esse que nao se arrepende, nem volta atras? E foi isso que falei em uma ligação. E ai tudo piorou.
Pessoas loucas intensificam. Tanto o amor quanto a dor.
Depois desse inferno que vivemos, me pergunto como estou.
Nem eu sei.
O que posso te dizer é que escolhi um amor perfeito.
Escolhi chegar em casa com voce todo dia, depois de ter passado no meu trabalho e eu ter entrado no carro te dando um beijo.
Escolhi fazer as marmitas e tomar banho pra depois deitar no sofá e começar nossa maratona.
Eu escolhi voce, seu cafajeste. Com todos os seus amassados e o seu jeito torto de ser.
Eu amava cada segundo, cada suspiro, cada vez que te dava a mão.
Voce era a minha casa, a minha segurança, a minha paz.
E no mesmo alvoroço que chegou, voce também foi embora.
Ja vai fazer um ano. E a única saudade que tenho é de amar. E amar de novo. E amar outra vez.
Voce me tirou o mais bonito: Os meus sonhos.